06 dezembro, 2012

Saudando a saudade.

Saudade, saudadezinha, saudades no plural ou saudade no singular. Sempre saudade.

Saudade de cheiro, de gosto, de olhar, de vida e de pensamentos que tive e não tenho mais.
Pior ainda é quando sinto falta de pensamentos e coisas que ainda não vi, hora por deixaram de acontecer ou simplesmente porquê ainda estão por vir.
Fato é que saudade tem o mesmo nome pra todos, mas o sentido real dessa palavrinha que por vezes abrange uma galaxia inteira de tristeza, e a forma com que ela se abate em cada coração é totalmente diferente, unica e impossível de ser entendida mutuamente. Pense que cada um não vai sentir nada do mesmo jeito que você, é completo equivoco se dizem que te entendem. Você que sente, você que entende a sua intensidade e é você que se cura. Só é necessário uma mão por vezes, um apoio sempre é útil, afável, ajuda a suportar, de vez em quando é um passo no solado da porta pra dentro de você, porem sempre o trabalho interno é você quem faz.
Uma lagrima, a fumaça do cigarro nevoando, o desamor de uma folha de papel amassada, uma fruta mordida largada sob a mesa, o meditar profundo do sono, a bebida quente arranhando a garganta, ou o fingir de um riso fugaz, qualquer um destes todos se tornam um refugio pra fugir do bar de esquina, que toca blues e é regado de saudade.
Fugir não adianta, não alivia, faz parar... como é possível fugir da saudade? Fugir de algo que tu nem sabe onde se encontra? Fugir de você em pó? Enfrente-a, sinta-a e consequentemente a deixe partir se for necessário. Deixe-a, pois a saudade uma hora vai, sozinha, descalça, feliz pois seu estrago já foi feito e superado.
A tristeza causada pela saudade em algum momento se torna um vicio, parte de você, e obviamente vícios causam danos, são difíceis de manter e de ir embora.

Não sei se tenho saudade de algo agora, vivo uma fase de sopros de brisa no meu rosto, brisa acho que tal merecida e que me faz salivar pela vida...talvez exista em mim a saudade do "mais", do que me espera, muita saudade misturada com vontade de dias azuis, musica boa, amigos presos em meu colo, cheiro de café e sorrisos frouxos como hoje, como amanha e depois. 
Contava-se a um tempo atras que saudade é invisível. Descordo, sinto verdadeiramente a saudade quando ela me atinge, desconcertadamente apalpável -mesmo sem saber onde- como se pudesse mastiga-la, e isso já basta, isso é melhor do que conseguir ver a sua face amargurada, e sim, não consigo imaginar a saudade pura em beleza, bonita de verdade. Só a saudade boa, a que instiga e te dá frio na barriga, talvez essa sim seja bela, de traços parecidos com aquela tarde juvenil com os mais chegados, ou de olhar semelhante aquele beijo que grudou na tua cabeça. Formosura composta de lembranças boas. Essa deve ser linda de sentir.
Entendem a saudade, errado, não á entendem, somente a sintam, a enfrentem e se consolidem sobre ela da melhor maneira que puderem, seja ela "boa" ou "péssima", sangrenta demais, ou suave demais.
Ela é cruel, resultado da ausência do objeto a que se prende, e não hesite em larga-la ou senti-la, porque não haverá pena em nenhum caso...Como se pode ter raiva de quem nasceu e apenas faz o que foi criado pra fazer? piedade a você saudade, que foi criada pela distancia e nem sabe o que é capaz de causar em demasiados humanos como nós.

Corte barreiras, anseie o melhor e o que te move, adiante o depois, decrete morte a saudade.


8 comentários:

  1. Saudade é uma droga, mesmo sendo boa ou ruim, pois vicia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai de você deixar isso chegar a ser um vicio. Enfim, cada caso é um caso.

      Excluir
  2. Uau... Você escreve muito! Umas das únicas pessoas que conheço que consegue descrever tão bem e tão detalhado os sentimentos. Parabéns mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Obrigada! Isso me deixa muuuuuuuuuuito feliz mesmo!De verdade! Obrigada de novo!

      Excluir
  3. Para mim a saudade é sempre boa, alguém já disse que é melhor ter saudade do que não ter nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não concorda comigo que bom mesmo é quando estamos perto de quem gostamos? Sem essa historia de "saudade"?!

      Excluir

Deixe o seu comentário, Elogie, dê dicas, critique, fique á vontade, toda ajuda é bem-vinda!