04 outubro, 2012

Sonho nosso de cada dia.

Cada pessoa tem um sonho. Cada um com as suas características, envolvendo pessoas, ou metas, regendo a vida, cada um com a sua cor, tingido do mais profundo desejo que alguém pode ter.
Uns acham que tem sonhos comuns, outros acreditam ter sonhos quase irrealizáveis.
Odeio este papinho, "Quem acredita sempre alcança", Renato que me perdoe.
Acreditar não basta, acreditar não é o suficiente para o seu sonho se realizar. Dá nojo ver o comodismo de certas pessoas, colocando toda a fé do mundo nos seus sonhos, mais sem mover um milimetro para estar mais perto do paraíso que é ter um sonho realizado. Esqueça, sua fé não vai mover montanhas. Balela, bobeira. As montanhas vão continuar lá, perfeitas, imoveis, então é melhor você se apresar se quiser atravessa-las.
Não levem tudo a risca, é necessário sim acreditar, botar fé. Não seja incrédulo, mais saiba medir a sua realidade. Não se deve jogar toda a responsabilidade das tuas realizações em algo impalpável.
Olhe para a palma da sua mão, atenção, isso que você está vendo, isso sim realiza sonhos. Você.
Aprenda que se seu sonho vale a pena, seja ele qual for, trabalhe, lute, tome atitudes, fale, defenda, sacrifique coisas e momentos por ele, vai ser recompensador.
Tudo que vem fácil, vai fácil. Por isso se quer ser uma pessoa realizada, espere dificuldades.
Inúmeras coisas, que por vezes já possuímos e não damos valor no momento, podem se tornar sonhos futuros. Acho que esse é o pior tipo de sonho que pode existir. Voltar a realizar algo que você já viveu. Pra mim, soa quase impossível. Desculpe o desencorajamento, mais a realidade é que as sensações de cada momento da sua vida são diferentes e quase nunca se repetem. São mutantes. Mudam pra melhor ou pra pior. Mudam como a gente. O erro do ser humano é não aceitar a mudança, não aceitar o inevitável.
Sonhos de amor, matérias, sonhos simples, sonhos grandiosos, sonhos de criança, sonhos doces e amargos, sonhos sem nexo. Em mim cabem todos os sonhos do mundo.
Muita gente acredita que é na velhice que se descobre todos os sonhos realizados ou não.
Discordo. Acho que a melhor parte de sonhar, é o processo que corremos para realiza-lo ou não. O gostinho de vitoria na boca, de estar perto, o cheiro de estar satisfeito. Melhor coisa não há.
A gente descobre a realização, enquanto ainda vivemos o sonho. Só de caminhar pra isso, já vale.
E quando chegamos então, nossa, é esplendido. Até não ser mais suficiente, e você mudar o destino da sua caminhada de novo, pra mais longe talvez.
E assim vai e vai, indo sempre sem pódio de chegada.
Falta entender que alguns sonhos foram feitos pra nunca serem realizados, pra ficar na mente somente, por mais arduamente que possamos desejar aquilo, lute e trabalhe por isso. Muitos param de sonhar por toparem com estes tipos de sonhos. Ai está o erro. Sonhos são o combustível da alma. Sem eles, não há pelo o que viver.
Outros sonhos parecem tão simples, - que maktub; "já estava escrito" -, tanto que soam como apenas sonhos. Tem que se beliscar pra saber se é verdade, se conseguiu realmente atingir aquilo. Tão real e fora da realidade ao mesmo tempo. Sorte dos que vivem isso.
Se fosse possível desejaria só o realizável. Mais se não fosse da forma que é, não teria graça.

Sonhar pra mim, é tornar tudo que parece impossível no momento, em perfeita realidade futura e com um dedinho de sorte, bem próxima.


Carpe diem.


2 comentários:

  1. FICOOOOU OTIMOO! DE ONDE VEIO A INSPIRAÇÃO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Veio da minha propria vontade -imensa- de realiza um bocado de sonhos rs

      Excluir

Deixe o seu comentário, Elogie, dê dicas, critique, fique á vontade, toda ajuda é bem-vinda!